Senna tentará bater record naútico entre Santos e Rio

Traduzir:

Senna tentará bater recorde náutico entre Santos e Rio.

Superbarco de 2.200 hp fará a travessia durante os Jogos Olímpicos!269575_558471_bg1z4665

 

SÃO PAULO – Bruno Senna vai tentar quebrar o recorde do percurso entre Santos e Rio de Janeiro durante os Jogos Olímpicos de 2016. Atualmente disputando a Fórmula E – o Campeonato Mundial de Carros Elétricos – e provas de resistência pela equipe oficial de GT da McLaren, o piloto aceitou o convite para se juntar à tripulação da Vector Martini iRace Pro Team na busca de uma nova marca para a distância, de 3h01min47s e desde 2006 em poder do empresário Eike Batista e sua equipe.
Durante a semana passada, Bruno esteve em São Paulo trabalhando no GP do Brasil de Fórmula 1 como analista técnico da emissora britânica Sky Sports. “Estou curtindo muito essa parceria com a Vector, porque será um desafio completamente novo para mim. Barcos de corrida sempre chamaram minha atenção. Será uma oportunidade única integrar este programa de alta tecnologia rumo a uma conquista incrível”, afirmou. Nos próximos meses, com orientação dos profissionais da Vector, Bruno iniciará o treinamento que o habilitará acelerar o superbarco dotado de dois motores de 1.100 hp de potência cada e velocidade máxima próxima dos 200 km/h.
Bruno será acompanhado por Peter Dresge, Malcolm Ceease e Simon Powell, que em setembro último – ao lado David Gandy – venceram a prova Cowes Classic pelo segundo ano seguido. Para assistir ao video, Clique aqui. CEO da Vector, Malcolm Crease disse que a chegada do brasileiro ao time é motivo de comemoração. “Estamos felizes com a adesão do Bruno ao nosso exclusivo iRace Pro Team. Será interessante observar essa transição de um piloto com experiência em categorias como a Fórmula 1 para um barco de sete toneladas e mais de dois mil cavalos. O conhecimento dele da Fórmula E também casa com nossa disposição recentemente anunciada de construir o barco elétrico híbrido mais rápido do mundo”, comentou.

 

A data da tentativa foi escolhida para coincidir com os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, época em que os olhos da mídia internacional estarão voltados ao Brasil. Bruno lembrou que as conversas com a Vector foram iniciadas há mais de dois anos e a busca da quebra do recorde durante a Copa do Mundo de 2014 chegou a ser cogitada. Bruno pôde saborear em maio um aperitivo da velocidade atingida pelo barco durante os dias do GP de Mônaco. “Foi uma coisa impressionante”, resumiu.