Marlene Querubin uma compositora eclética

Traduzir:

Autora de grandes sucessos, Marlene Querubin prepara música em homenagem a Dudu, ídolo do Palmeiras

Em meio à expectativa natural de início de temporada, com contratações importantes e campanha irreparável no Campeonato Paulista até o momento, a torcida do Palmeiras terá mais uma surpresa nos próximos dias. A compositora Marlene Querubin, junto a um grupo de renomados autores, finaliza uma canção em homenagem a um dos principais jogadores do atual plantel da equipe alviverde: o artilheiro Dudu. O craque, unanimidade entre torcedores palestrinos e cobiçado por agremiações nacionais e internacionais na última janela de transferências, será tema de música.

A composição já está pronta e ganhará voz ainda neste mês de fevereiro. O nome do cantor ainda não foi revelado, parte do suspense da ação. Além de Marlene Querubin, o grupo de autores conta com Anderson Felipe, Lucas Versalles, Leo Abreu, Anderson Paulo, Cristiano Ribeiro, Gabriel Lellis, Nilton Costa, Arthur Sas e Renato Trindade. Nada melhor que uma seleção de feras para o tributo ao atleta.

Marlene Querubin já tem uma vasta trajetória como compositora. Desde a adolescência já escrevia poemas e poesias, sendo vencedora do concurso do jornal “O Paraná”, categoria poesias, em 1977, o primeiro de muitos títulos que receberia ao longo do tempo. A primeira canção autoral gravada viria dois anos antes, com o tradicional grupo católico Mojoca, da Igreja Nossa Senhora Aparecida da cidade de Cascavel (PR). Eclética, começou a compor canções para o público infantil, com parcerias com Edgard Poças (um dos compositores do grupo Balão Mágico) e Ricardo Fabio (Placa Luminosa). No sertanejo, já dividiu letras com Raziel, Ricardo Vasconcelos (da dupla Marcelo & Ricardo), Valentin, Allisson Rodrigues, Nikon, Lukas Guess, Bruno & Breno, Renato Trindade e Alex, entre outros.

Com mais de 200 canções e com a edição musical das obras assinadas com a Editora Aerbrasil (Som Livre Edições Musicais), Marlene Querubim também enveredou pela Bossa Nova, em parceria com João Donato, no gospel com Sonia Rime e Jonas, além de um samba enredo, “Sob um Céu de Lona, Um Chão de Estrelas!”, parceria os compositores da MUM (Mocidade Unica da Mooca). Uma linda homenagem ao circo, tema que Marlene conhece como ninguém.

Reverie e 1st Cirque International Festival of Brazil Contest

Reconhecida e premiada em sua atividade, Marlene Querubin foi a primeira mulher a dirigir um grande circo no Brasil. Ela é fundadora e CEO do Circo Spacial, referência nacional e internacional no segmento, pela qualidade de suas apresentações, bem como pela forma moderna de administrar essa arte milenar, apostando principalmente na parceria entre as empresas, provando que o circo é uma mídia alternativa, interessante, eficaz e rentável. Atributos que a levaram à presidência da UBCI (União Brasileira de Circo Itinerante).

A partir de maio de 2018, Marlene Querubin traz para o Brasil o espetáculo inédito “Reverie”, que vai proporcionar uma viagem a um mundo utópico cheio de emoções surpreendentes, deslumbrantes e extraordinárias. Uma verdadeira experiência perceptiva e alucinante, do início ao fim. Ela assina a produção geral do espetáculo, ao lado de Jeferson Alexandre, produtor da “La Force Productions Ltda” e “JNS Agency Ltda”, que por mais 10 anos produziu espetáculos no Venetian Casino (Macao), Sheraton Walkerhill (Seoul), Galaxy Casino (Macao) entre outros. Marlene já trabalha na composição da trilha sonora de “Reverie”.

Ainda em maio, ela traz ao Brasil, pela primeira vez, o “1st Cirque International Festival of Brazil Contest”, o maior e mais importante festival de circo do mundo. Criado pelo Príncipe Rainier III e Dr. Alain Frére em 1974, o Monte-Carlo International Circus Festival em poucos anos tornou-se o maior e mais importante festival de circo do mundo, sendo considerado o “Oscar” do mundo circense, o que inspirou várias edições nas principais cidades cosmopolitas Paris-França, Kiev-Ucrânia, Latina-Itália, Zhuhai-China, entre outros. Serão mais de 70 artistas se apresentando para um júri internacional composto por especialistas da arte circense, vindos de países como Rússia, Suíça, Itália, Espanha, China, Ucrânia, Estados Unidos, França e Monte Carlo, em Mônaco. Eugene Chaplin, filho do gênio Charles Chaplin, confirmou presença no respeitado time de jurados.

Multifacetada

Marlene Querubin é o melhor exemplo do adjetivo multifacetada. Empreendedora, empresária artística, circense, escritora e compositora, se divide em suas várias funções entre as (poucas) 24h de cada dia. Como escritora, publicou diversas obras, com destaque para “Marketing do Circo”, “Coração na Lona” e “Momentos Mágicos”.

Primando pela excelência em cada trabalho, Marlene vive seu melhor momento como compositora e aguarda com expectativa a repercussão do lançamento falando sobre o craque Dudu. E as novidades não param por aí. A compositora já tem mais uma obra que será lançada por uma das maiores duplas sertanejas do país muito em breve. Questionada sobre quem seriam estes artistas, ela mais uma vez deixa a resposta no ar. Assim como no circo, detalhes do espetáculo só são revelados quando as cortinas se abrem.

Carlos Guerra
@marlenequerubin
www.spacialentretenimentos.com.br